5 coisas que eu não gosto de ver em um blog


5 coisas que eu não gosto de ver em um blog Vamos polemizar um pouco? Brincadeiras a parte, vou falar de um assunto um pouco delicado, mas que pode servir de dica para muitas pessoas. Já comentei com vocês que blogs com muita publicidade perdem a essência e até paro de acreditar na opinião de quem escreve, porém existem outros detalhes que tiram minha vontade para acompanhar algum blog.  Não tenho intenção de ofender ninguém e esse post não é nenhuma indireta, se o chapéu servir e você ficar sentido com o que leu, o problema é seu (oi gente, honestidade é tudo na vida). A ideia é justamente oposta a detonar. Quero é fazer uma crítica construtiva de maneira geral.
Formatação ruim
Algo que vejo muito por aí e me tira do sério são desleixos na formatação. É difícil de me fazer gostar de textos com parágrafos muito curtos ou com nenhum paragrafo. O paragrafo muito curto não me dá vontade de ler e o parágrafo eterno me tira a vontade mais ainda, principalmente porque o texto precisa respirar. Publicações sem imagens geralmente não me interessam tanto também.
Textos muito viajados
Todo mundo ter direito de soltar o verbo sobre o que quiser, porém ver isso o tempo inteiro me cansa. Parece que a pessoa está tentando provar algo, mas nunca consegue. Textos afirmando coisas muito relativas também não me atraem, tipo “o que é amor”, “o que é uma amizade de verdade”, “como aproveitar a vida”. Isso é pessoal e cada um tem sua percepção. Ler um texto desses pouco me acrescenta, principalmente se minha opinião diverge do autor. Quando sinto vontade de ler sobre coisas assim prefiro comprar um livro.
Resenhas incompletas
Você vê que a pessoa tá falando daquele batom maravilhoso que é lançamento e está super a fim de ler sobre, dá um scroll na publicação e... Não tem foto de amostra do produto! Gente, por quê? Fico muito chateada. Nos meus essenciais de inverno fiz isso e quase não me perdoei, minha desculpa foi que havia muitos produtos e não queria deixar carregados de fotos, mas até hoje me assombro pelo fantasma do perfeccionismo.

Além de amostras, uma resenha precisa de uma estrutura básica para ser no mínimo informativa: preço, custo benefício, fotos e descrição satisfatória. Se a pessoa compara com algum outro produto ganha meu coração.
Comentários sem resposta
Posso estar sendo exigente, mas quando abro a página de comentários e percebo que a autora não se dá o trabalho de responder seus leitores pego implicância na hora. Parece arrogância. Tem gente que demora, eu mesma não consigo responder tão rápido quanto gostaria, mas por respeito a quem visita o Melhor Não Falar Nada gosto de pegar uns 20 minutinhos de um dia mais ocioso para responder o máximo de pessoas que conseguir. É o mínimo, né?
Hiatos longos
Escrever toma tempo e quem um blog tem um sabe disso, mas acho que às vezes as pessoas valorizam tanto o que estão escrevendo que travam e passam pelo famoso bloqueio criativo, ou hiato criativo. Entendo o sentimento, quem nunca passou por isso? Mas existem diversas maneiras de contornar a fase ruim. Afinal... Quem quer, faz.

Dá para responder tags, fazer publicações de wishlist, de filmes que você quer ver, dá para contar uma memória de infância. Não existem limites sobre o que escrever. Uma pesquisada no Google e você já acha uma nova ideia. Seu post novo não precisa ser revolucionário, só precisa ser publicado. Isso que importa pra mim. O pequeno esforço de manter atualizado me faz querer voltar em um blog.
Claro que muita coisa é questão de opinião. Também cometo gafes, por isso mesmo acho que não tem coisa melhor que aprender e evoluir. Estou aberta a críticas e sugestões, coloquei no ar a pesquisa de público justamente para me ajudar a melhorar (e inclusive estou treinando uns vídeos por indicação de quem respondeu) e espero que vocês vejam esse post de uma maneira positiva, mesmo se você faz o que citei acima no seu blog. Progredir é sempre bom!

E vocês, o que não gostam de ver em um blog?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...