24 coisas que aprendi em 24 anos

Vocês também tem a impressão que o tempo está correndo? Estava pensando que já estamos quase em agosto e fiquei me perguntando se fiz alguma coisa boa esse ano. Aí comecei a pensar no que já fiz de bom na vida. O incrível é que sempre sinto que não estou fazendo o suficiente.

Precisava dar uma levantada no meu ânimo e decidi reunir algumas lições para me convencer que aproveitar a vida não é necessariamente ter comprado um carro ou passado num concurso, mas sim assimilar o que vivemos e levar como aprendizado.

1. Dá pra gostar de muita coisa diferente ao mesmo tempo. Se limitar a gostar só de certas coisas porque acha que já passou da idade é furada. Por alguns anos lutei contra parte das minhas nerdices, mas hoje percebi que adoro ler manga e vou comprar se der vontade. No shame on that.

2. Aparência importa. Mas não vale a pena se arrumar para os outros, o melhor a fazer é encontrar seu estilo e valorizar suas características para se agradar.

3. Carreiras e profissões não definem caráter.

4. Pessoas negativas vão querer te ver na pior junto com elas. Mesmo que seja seu amigo, quem gosta de causar confusão e viver em tempestades sempre vai dar um jeito de te arrastar junto.

5. Não se deve sentir culpa por dormir. A vida inteira dormi mais que o resto das pessoas na casa, quando era pequena me chamavam de preguiçosa e quando comecei a morar com o meu namorado me sentia super improdutiva por dormir demais. Mas faz parte, eu preciso de umas horinhas extras de sono.

6. Para as coisas acontecerem temos que dar o primeiro passo.

7. Dinheiro é importante.  Temos contas para pagar, queremos ter horas de lazer e precisamos nos manter, pensar que dinheiro não importa provavelmente vai te deixar com dívidas, meias furadas, dependente dos pais ou vai fazer você virar um hippie de praia (nada contra).

8. Não adianta se comparar aos outros. Pessoas começam de degraus e com oportunidades diferentes.

9. Depois de certa idade fazer amigos é mais difícil que manter amizades.

10. Você precisa se amar para amar. Se não vai esperar amor e suporte dos outros e vai sempre se frustrar.

11. Desapegar é essencial.

12. Amor é só uma parte do que é necessário para ter um relacionamento saudável.

13. Às vezes guardar rancor é preciso. Perdoar aquelas pessoa que te machucou 300 vezes só vai te dar a chance de se machucar de novo.

14. Tem muita coisa boa no mundo. Não tem porque perder as esperanças.

15. É realmente melhor não deixar a toalha molhada na cama. Nossas avós e mães tem razão.

16. No geral, as fotos que tiram da gente nunca vão parecer boas.

17. É muito difícil resistir a fofura de gatinhos (ou do seu animal de estimação).

18. Devorar livros não é a única atividade que me faz intelectual. Existem outras maneiras de aprender e viajar na imaginação, então não preciso ter vergonha se mal leio quatro livros por ano.

19. Ainda nesse assunto: podemos e devemos rabiscar livros. Não sei quem me disse que não se deveria riscar livros, mas ficou na minha cabeça por muito tempo e eu sofria demais procurando frases que tinha lido e perdido no meio das páginas... Até que um dia me libertei. 

20. Não vale a pena ver filmes tristes ou músicas deprimentes quando estamos nos sentindo para baixo.

21. Salto alto nunca será confortável, mas sempre vai ser muito lindo e vai te deixar com a auto estima lá em cima.

22. É importante aprender a reclamar de serviços mal prestados e produtos com defeito.

23. A preguiça pode te levar a criar soluções práticas para o dia a dia.

24. É melhor não falar nada. Principalmente em discussões de redes sociais ou naquele Natal em família com parentes atrasados.

Enquanto escrevia percebi que mudei muito com o tempo, tem certas conclusões que não fariam sentindo para o meu eu de 18 ou 15 anos e talvez não façam sentido daqui dez anos. Mas acho que a vida é isso aí: eterno aprendizado.

E vocês? Já pararam para pensar sobre isso?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...