Please come to Brazil

Adoro nosso país e me sinto em casa aqui, isso não tira minha noção dos problemas e que não é o paraíso na terra, mas de modo geral estou bem satisfeita. Principalmente com a comida e o clima, imagina a tristeza de viver sem paçoca ou coxinha? Mesmo assim tem algumas coisas queria que tivessem no Brasil.

Vending machines (Máquinas de venda)
Não sou muito fã de bebidas industrializadas, mas as máquinas de venda japonesas vão muito além da Coca-Cola. Algumas moem o café na hora, então tem café fresquinho de uma maneira rápida e barata. Também existem máquinas com calcinha, sorvete, frutas, camisas, arroz, ovos e por aí vai, a lista é imensa. O negocio é tão popular que é permitido um cidadão comum alugar a máquina e deixar na frente de casa, aí a pessoa ganha comissão pelas vendas.
Táxi que abre a porta sozinho
Outra maravilha do Japão.  Lá os táxis abrem a porta automaticamente quando você embarca e desembarca. Acho genial e muito prático, principalmente quando se está pegando um na volta do mercado e está com as mãos cheias de sacola.
Aluguel de carros elétricos
Aqui ter carro custa caro e alugar mais ainda, então somos escravos de táxis, mas nem sempre é um meio de transporte bacana. Em Curitiba tem muito taxista “carente” que te obriga a conversar (ou pior: fica falando sozinho) e começa a te dar lições de vida, juro que é o principal motivo por desistir de uma corrida e preferir pegar ônibus.

A vida seria mais fácil se imitássemos a Holanda, lá eles disponibilizam carros elétricos para aluguel. O sistema funciona tipo as bicicletas do Itaú. Existe uma cobrança mensal para o uso do serviço e para pegar um carro é só chegar a uma estação e escolher, não precisa ser atendido por ninguém. A devolução acontece em qualquer estação. 
Calefação nas casas
Sonho de consumo principalmente de quem mora no sul. Quando está frio nem dentro de casa dá pra se livrar dos casacos. A ideia de estar tapado até os ouvidos no sofá, tomando chocolate quente e vendo um filme é boa, mas só pra isso. Quando temos que fazer qualquer tarefa doméstica é terrível. Sem falar que para levantar da cama e se arrumar, pelo menos dá pra usar o pijama por baixo da roupa e ninguém percebe. 
Cultura do café da manhã
Sou aquele tipo de pessoa que ao acordar já podia comer uma refeição equivalente ao almoço. Vários países tem essa cultura de fazer o café da manhã ser uma comida reforçada e morro de inveja. Talvez seja por isso que quando tem bacon em casa adoro fazer com ovo mexido para acordar bem. Geralmente rejeito bacon, mas com um ovo logo depois de acordar tem seu valor , parece combinar mais que no hambúrguer.

Também gosto da ideia de ter a primeira refeição do dia em lanchonetes ou até caminhando com a comida em embalagens “to go”. Não sei se é influência de crescer com seriados americanos, (provavelmente é) de qualquer maneira a imagem de sentar no balcão para pedir waffles com frutas e um refil de café passado antes de ir para o trabalho me atrai demais. O máximo perto de casa é uma padaria com café com leite e pão na chapa, até tem sua graça, mas não é a mesma coisa.
E vocês, o que queriam que tivesse no Brasil?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...