Sobre lembrar do que é bom

Tenho o momento exato nas minhas lembranças de quando decidi parar de assistir TV. Eu ainda morava com meus avós e foi durante um dos vários almoços com o som da televisão ao fundo que ouvi a repórter com a maior naturalidade noticiando um acidente, ela dizia que “as vitimas morreram carbonizadas dentro do carro antes do socorro chegar”. Pra mim foi um choque ouvir uma notícia tão terrível justamente ao meio dia, na única hora que eu sentava a mesa com minha família.  

Acabei percebendo que todo dia era a mesma coisa. De manhã, na hora do almoço, antes de dormir, no domingo feito para relaxar, não importava. Meus avós passavam muito tempo assistindo TV e já não prestavam atenção, não sentiam mais nada. Por mais que só falem de tragédias eles acabaram se acostumando

Se desse para transferir essas características para um ser humano ia resultar em alguém mentiroso, negativo, manipulador, que volta e meia fala algo bom, em seguida te deixa triste de novo mas quem sabe se você comprar uma geladeira frost free em 12 vezes sem juros pode ser que a vida fique melhor. Quem gostaria de ficar perto de uma pessoa assim?

Honestamente, me senti ameaçada. Com tanta coisa boa acontecendo, porque dão tanto destaques a noticias que nos deixam inseguros? O noticiário não precisa ser cor de rosa, mas também não precisa ser preto e branco.

Não me acho melhor que ninguém por não assistir TV, mas me sinto bem. Parece que tem menos veneno nas minhas veias. Claro que encontramos tudo na internet e nos jornais impressos dos grandes canais, porém não quero me acostumar com estatísticas de morte e seleciono o que quero ver. Aqui podemos compartilhar coisas bonitas, achar inspirações e ver que ainda tem gente boa no mundo. Isso importa muito pra mim. 

Sakuras em uma praça perto de casa no inverno passado
Apesar do tom leve que mantenho no blog e em outras redes sociais tenho muita dificuldade em manter a positividade, então escrever faz parte de um exercício diário para lembrar do que é bom e alimentar as ideias construtivas. É importante se preocupar, reclamar, exigir direitos (nem que seja uma troca que uma loja não quer realizar) mas é mais importante ainda não deixar o lado ruim da vida sobressair ao resto. Não adianta carregar os defeitos do mundo nas costas. Coisas ruins acontecem sim, mas não vão me dominar

7 comentários:

  1. Como sempre você escrevendo lindos textos! Eu assisto tv, aliás amo esse mundo da tv, mas não gosto de noticiários que só mostram tragédias. Em casa é uma briga, pois muitas vezes minha mãe coloca em um canal legal, mostrando coisas boas e vem o meu pai troca e coloca em programas sensacionalistas. Isso é péssimo!

    " Coisas ruins acontecem sim, mas não vão me dominar." :)

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Te indiquei em uma tag, não sei se você já respondeu alguma vez ou já foi indicada. Enfim :) http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/2015/03/tag-de-tudo-um-pouco.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ver, não fui indicada não, tô por fora! Obrigada <3

      Excluir
  3. Nossa, Bessie! Sou igualzinha!!!! Sério! Eu também escolhi não assistir coisas que me fazem mal (jornais, principalmente). Não vou dizer que não assisto nada na TV, pq de vez em quando rola uma novela e eu amo assistir os programas de comida do gnt, mas são coisas que me fazem bem! E não, como você disse, noticias sobre mortes, estupros e tantas coisas horríveis que acontecem. Tem gente que até julga esse tipo de comportamento, que pode achar isso uma forma de se "alienar" do mundo, de querer fingir que está em um mundo perfeito, mas não! Acho que é justamente escolher não se torturar, não fazer mal a si mesmo, se contaminar com tanta coisa ruim, né... Concordo muito muito muito com voce e amei o texto <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh programa de culinária tá liberado ♥ também gosto desse tipo de programação, mas é uma pena que a gente só tem acesso na TV a cabo. Fico pensando em quem só ter a rede globo pra assistir e como essa negatividade que passam nos jornais afetam a vida dessas pessoas, tiram a esperança no mundo sabe? Também me julgam mas não tem nada a ver com alienação, é mais isso de não se torturar que nem tu disse, é uma escolha.
      Beijos ♥♥

      Excluir
  4. O titulo já disse tudo! Lembrar do que é bom, sempre.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...